Loading...
Loading...

Total de visualizações de página

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Projeto Jovens do Mar




GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PREFEITURA MUNICIPAL DE TRAMANDAÍ
SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL



Projeto Jovens do Mar

1. DADOS IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO

1.1 Título do Projeto: Projeto Jovens do Mar

1.2 Entidade Coordenadora e Executora
Prefeitura de Tramandaí, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Assistência Social


1.3 Período de Execução: a partir do segundo bimestre das Escolas Municipais de Tramandaí

 1.4 Responsável pela elaboração do projeto: Raquel Soler Pedrini – Assistente Social – Cress

1.5. Coordenadora do Projeto: Solange Barbosa de Almeida

1.6 Local de Execução do Projeto:
Escolas Municipais de Ensino Fundamental

2. JUSTIFICATIVA
As drogas são problemas que integram praticamente todas as sociedades contemporâneas, o resultado negativo decorrente a isso é de ordem social e econômica. Social, pois vem desestruturando toda sociedade. Econômico por gerar custos para o governo que na maioria das vezes mantém o tratamento.
O mundo das drogas vem sendo conhecido pelos jovens cada vez mais precocemente e em muitos casos dentro ou nas redondezas das escolas. Por ser a adolescência um período de muitas transformações, e nessa fase a família deixa de ser o foco, por esse motivo a atenção dos pais e educadores deve ser redobrada, pois o adolescente passa a ver coisas que não conhecia antes como o caso das drogas. Muitos começam pelo cigarro e o álcool e é a partir dessas drogas mais comuns que o jovem pode chegar ao consumo de outras mais sérias e perigosas.
Nesse caso, sofrerão as consequências à família, a escola e a sociedade. Nesse contexto
é de fundamental importância a participação da escola no trabalho de prevenção através de palestras, depoimentos, visitas de policiais, médicos entre outros profissionais que estão diretamente envolvidos no processo de prevenção das drogas.



GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PREFEITURA MUNICIPAL DE TRAMANDAÍ
SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL



Muito se tem feito nos últimos tempos para que as pessoas se previnam contra o uso de drogas, mas também muito se tem feito, legal ou ilegalmente, para que elas sejam usadas.
O resultado final é que as pessoas estão consumindo cada vez mais drogas.
Usar drogas, significa em primeira instância, buscar prazer. É muito difícil lutar contra o prazer, porque foi ele que sempre norteou o comportamento dos seres vivos para se auto preservarem e perpetuarem sua espécie.
A droga provoca o prazer que engana o organismo, que então passa a querê-lo mais, como se fosse bom. Mas o prazer provocado pela droga não é bom, porque ele mais destrói a vida do que ajuda na sobrevivência. Pois todo usuário e principalmente sua família têm arcado com as consequências decorrentes desse tipo de busca de prazer.
Pela disposição de querer ajudar outras pessoas, parte da sociedade procura caminhos para prevenir e mobilizar ações que previnam o uso indevido de drogas.
É nesta perspectiva que o Projeto Jovens do Mar, foi criado. Voltado para 60 adolescentes de 10 a 15 anos que estejam matriculados na rede municipal de Ensino Fundamental e que irão participar como jovens multiplicadores na prevenção do uso indevido de drogas, através de qualificação, capacitação e treinamento.
O projeto visa educar, informar e capacitar estes adolescentes, cujo público encontra-se em situação de risco e/ou vulnerabilidade social, especialmente no que concerne ao uso e/ou abuso de drogas lícitas e ilícitas, com o objetivo de formar multiplicadores que possam difundir estes conhecimentos na escola, na família e na comunidade, visando à prevenção e combate no enfrentamento desta problemática social.

3. OBJETIVOS

3.1 Objetivo Geral
Qualificar e capacitar adolescentes da Rede Municipal  de Ensino Fundamental  na prevenção contra o uso indevido de drogas.

3.2 Objetivos Específicos
· Incentivar ações que promovam uma vida saudável e ativa;
· Acesso a informações sobre drogas e seus malefícios;
· Identificação e fortalecimento dos fatores de proteção do uso indevido de drogas;
· Introduzir a temática nas escolas, como fator de prevenção contra o uso indevido de drogas;
· Mobilizar alunos a se tornarem multiplicadores do assunto em seu meio social e educacional.




GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PREFEITURA MUNICIPAL DE TRAMANDAÍ
SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL




4. PÚBLICO ALVO
Este projeto visa atender aproximadamente 60 Adolescentes, de 10 a 15 anos,  matriculados em Escolas de Ensino Fundamental de Tramandaí.

5. METAS
Selecionar 60 alunos de acordo com critérios   e capacitá-los para serem agentes multiplicadores do combate Ao uso indevido de drogas dentro da escola e em seu meio social.

6. METODOLOGIA
O Projeto será em parceria com a Secretaria da Educação e Cultura e a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social. O Projeto será divulgado nas 10 escolas da Rede de Ensino Fundamental de Tramandaí. O Projeto Jovem do Mar terá a participação de 60 alunos, seis alunos de cada escola, selecionados através dos seguintes critérios estabelecidos pela Comissão Organizadora do Projeto:
* Cada escola enviará a Comissão Organizadora até o dia 05 de maio, uma lista de 15 nomes de alunos, de 10 a 15 anos, dos dois turnos, selecionados pela própria escola através da frequência (10%), rendimento (10%), conduta (20%), seminário (60%), Os temas sugeridos para o Seminário são os seguintes:
                    o que é sofrer Bulling
                    combate ao uso indevido das drogas
                    o perigo das redes sociais
                    como evitar a violência na escola.

*No seminário serão avaliados: a expressão oral, o domínio do tema e a metodologia da apresentação, o aluno escolherá um dos temas para a sua apresentação.
*Desses 15 alunos enviados de cada escola, serão selecionados 06 alunos, através de entrevistas com a assistente social e a psicóloga da Secretaria de Assistência Social.
*Haverá uma reunião no Auditório da Prefeitura para os pais e os alunos selecionados, onde  será feita a apresentação do projeto. A presença dos pais é de extrema importância para o desenvolvimento do Projeto.
Os jovens do mar receberão capacitação, qualificação e treinamento através de palestras educativas, jogos, teatro, música, realizados através de órgãos governamentais e não governamentais que atuem no combate ao uso indevido de Drogas. Os jovens tornam-se MULTIPLICADORES entre os colegas e familiares. Os alunos irão exercer as atividades no contra turno escolar na prevenção do uso indevido de Drogas,  nas Escolas e nos seio familiar. Estes jovens do mar serão multiplicadores de ações preventivas e informativas com relação às drogas, sendo elas lícitas ou ilícitas.
Os jovens receberão camisetas do projeto, material didático, cartilhas explicativas, folders, para combater este mal que já se tornou questão de saúde pública. Assim como uma bolsa auxílio no valor de meio salário mínimo vigente, a ser recebida através de conta bancária do responsável do adolescente em questão. Ao término do ano, o aluno receberá certificado como multiplicador, na prevenção do uso indevido de drogas.








GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
PREFEITURA MUNICIPAL DE TRAMANDAÍ
SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO E ASSISTÊNCIA SOCIAL



7. PARCERIAS E INTERFACES
O Projeto Jovens do Mar terá interfaces entre as Secretarias de Desenvolvimento e Assistência Social, Secretaria de Educação e Cultura, Secretaria da Saúde, Secretaria  do Planejamento. Assim como contará com Ministério Público, Juizado da Infância e Juventude, DENARC, Brigada Militar, COMAD – Conselho Municipal Antidrogas, Conselho Tutelar, Educadores (Rede Pública), Pais e Alunos (Rede Pública).


8.                  RECURSOS
Humanos
Físicos
Financeiros
01 assistente social
01 psicólogo
palestrantes
Alunos das Escolas Municipais
Câmera digital
Armário
Folders
Material Explicativo

Recursos próprios da Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social
Bolsa auxílio de meio salário mínimo vigente


9. ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO
O acompanhamento e a avaliação se dará através dos jovens multiplicadores, pois eles serão os medidores do Projeto. É importante que haja reuniões mensais da equipe técnica envolvida no projeto, juntamente com os 60 jovens envolvidos no processo de prevenção e multiplicação. Ao final do ano letivo o projeto será novamente avaliado compilando as informações contidas nos relatórios mensais, e verificando os dados sobre o que foi planejado, e o que foi, de fato, realizado.



Reunião com os alunos pré-selecionados e seus responsáveis


A reunião com os alunos e responsáveis aconteceu no dia 24 de abril as 17h na escola com  presença maciça. A diretora Carine Motti e a Orientadora Tânia Leal receberam os convidados e apresentaram o projeto. A escola já possui um projeto que trabalha com alunos, pais e professores os temas abordados no Projeto o que facilitará o trabalho doa alunos para o Seminário que será no dia 30 de abril. 
A recepção ao projeto foi muito positiva e os pais demonstraram muito interesse. Os alunos puderam questionar, tirar algumas dúvidas sobre a metodologia do projeto. Além disso a diretora distribuiu material didático para pesquisa e estudo dos temas: Bullying e Drogas. A Diretora colocou-se disponível para auxiliar no que for possível assim como todo o acervo da biblioteca e informática para o trabalho que será realizado conjuntamente entre os alunos e suas famílias.
Na oportunidade as alunas Emily e Victória apresentaram a musica ganhadora do concurso nacional realizado pela EDP em 2013 que fala sobre o Bullying o que inspirou todos os presentes.




]
O Seminário aconteceu no dia 5 de maio e foi o maior sucesso!





4 comentários:

  1. achei muito dez este projeto ,só fiquei muito sentida,porque o meu néto nunca é escolhido para nada nesta escola ,na qual eu ja dei meu suor e agora penso muito em fazer tudo que poderia fazer ,fico muito chateada,pois ele sofreu e sofre na pele o desprezo ,mas não reclama na escola ,mas fala em casa ,porque nunca me chamam pra nada ,nem pro futebol,pois o tio Átila disse para ele que ele não era recomendado para jogar futebol...porque?e agora ele poderia fazer um trabalho muito bom sobre o bulling e foi outra vez excluído porque? vejo sempre que os escolhidos são os mesmos tipo Mauricio ,Gabriel,Naiara,Raíssa,Cristian,Eduardo,enfim sempre são os mesmos para festas jogos apresentações e até este projeto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sra Clarice o João com toda certeza não entendeu o recado que passei na sala de aula, ao entregar o bilhete informando sobre o início do projeto neste ano, nesta primeira semana os bilhetes só foram entregues para os alunos que participaram recentemente do JERGS, do qual o João participou das seleções, e para alunos que não participaram desta seleção para o JERGS.
      Quanto ao projeto que faço, TODOS OS ALUNOS PODERÃO PARTICIPAR, porém conforme expliquei em sala de aula para os alunos aos poucos irei enviando mais autorizações, pois também não posso simplesmente chamar todo mundo visto que na quadra só jogam 10 de cada vez e se tiverem muitos alunos de fora, não consigo dar atenção na quadra e fora ao mesmo tempo.
      Espero que tenha esclarecido qualquer engano e me coloco a disposição para qualquer questionamento, me procure na escola.
      Att
      Atila Schmidt
      Responsável pelo projeto CAJES

      Excluir
  2. Que bom que você gostou do projeto!
    Os professores da série realizaram esta primeira seleção, como está descrito no projeto,seguindo os critérios...isso não impediu que alguns alunos não selecionados não apresentem. Eles me procuraram e eu aceitei a inscrição pois este é o objetivo, permitir que eles participem de todas as atividades. O João poderá inscrever-se pro seminário e apresentar seu trabalho sim!
    Quanto às oficinas você deve falar diretamente com os oficineiros para fazer a inscrição, como já informei aos alunos.
    Apareça na escola!

    ResponderExcluir
  3. muito obrigado ,fui atendida carinhosamente ,e o João participara do seminário,pois sera muito bom para ele.

    ResponderExcluir